segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Romance interracial dá destaque a Rafael Zulu em 'Caras & Bocas'


Rafael Zulu, de 27 anos, sempre fez sucesso com a mulherada. Mas depois que seu personagem Caco foi ganhando destaque por conta do romance interracial com Laís, papel de Fernanda Machado em Caras & Bocas, o número de cantadas que ele recebe nas ruas aumentou. Em compensação, a maioria das mulheres que arrasta um bonde pelo rapaz já passou dos 40 anos.

Até a atriz é parada nas ruas para falar sobre os dotes do rapaz. "A Fernanda viaja muito e depois me conta o que ouve nas ruas. As mulheres dizem que querem que eu quebre o abajur da casa delas", diverte-se o ator, se referindo à cena em que Caco quebrou um deles durante uma noite de amor com sua amada.

Uma vez, quando foi deixar a filha Luiza, de 3 anos, na escola, as mães das coleguinhas da menina não conseguiam conter o entusiasmo. "Elas ficam eufóricas mesmo. Tomam a iniciativa, jogam piadinhas. É engraçado ver", diverte-se o ator, que sempre se relacionou com mulheres negras.

Zulu jura que sua parceira, Joyce, não sente ciúme das cenas ou das fãs. O problema mesmo é Luiza, que sequer assiste às cenas de beijo do pai. "Ela não gosta de ver. Sai da sala e fica dizendo que o papai é dela", lembra.

E agora é que o assédio vai chegar na estratosfera. Nos próximos capítulos, Caco vira modelo. Por conta disso, as cenas com pouca roupa vão ser ainda mais frequentes. Para não fazer feio na TV, o ator começou a malhar e agora cuida da alimentação. Os carboidratos estão proibidos depois das oito da noite. "Nunca malhei. Não gosto de academia, mas fui obrigado a fazer musculação por causa da novela", explica.

Ficar mais musculoso não foi a única mudança visual de Caco. O ator também teve de cortar os dreadlocks fora. Foi uma imposição do autor para que o personagem ficasse com pinta de galã. De início, Zulu estranhou ao se olhar no espelho. Mas agora já se acostumou. "Há tempos não tinha cabelo curto. Antes do dread, que foi ideia do Walcyr, eu usava ele grande, tipo black mesmo", observa o ator.

Mesmo com tamanha repercussão do personagem, Zulu está longe de se gabar por causa do sucesso de Caco. Mas isso não significa que ele não reconheça seus atributos físicos. Assim como seu personagem, o ator tem noção de sua beleza. "Sempre fui muito bem-resolvido. Conversei isso com os diretores da novela e eles disseram que esse era o espírito do Caco", afirma.

Seguro de si, não foi à toa que Rafael Gervásio dos Santos virou Rafael Zulu. O apelido foi dado pela amiga Josy Pessoa, durante um curso de teatro. "Zulu era uma tribo em que os homens eram negros, guerreiros e bonitos. Ela me colocou esse apelido e eu o incorporei ao nome artístico", conta.

Nenhum comentário: